terça-feira, 3 de março de 2009

Contemplando as estrelas


Infinito azul
Um oceano sobre mim
Espetáculo único e incomensurável
Algo inebriante e alucinante
Pela primeira vez pude perceber
E assistir a coisa tão fantástica
Lamento muito estar só nesse momento
Lamento muito estar sempre tão só
Um momento tão lindo merecia ser compartilhado
Assistido não somente por mim
Mas por todas as pessoas que amo
Essa noite como se fosse pela primeira vez
Olhei para o céu
Contemplei as estrelas
Mas não era o mesmo céu nem as mesmas estrelas
Esta noite pela primeira vez
Fui arrebatada com tal intensidade
Que no momento em que faltou energia na cidade
Num impulso de olhar pela janela pra ver a rua
Hipnotizei-me ao voltar os olhos ao alto
Tal visão nunca havia tido na vida
Uma quantidade exorbitante de estrelas
De todos os tamanhos e intensidades
Mergulhadas num mar de azul nunca antes visto
Paralisei-me naquele momento mágico
Lágrimas desceram dos meus olhos
Na minha mente surgiram as faces das pessoas que mais amo
Das pessoas que mais sinto falta
Daqueles que eu daria tudo para compartilhar daquele momento
Foi uma mistura de fascínio e de saudade
De encanto e de solidão
Naquele momento essa noite não pensei em mais nada
Ao contemplar as estrelas elas bailavam
E inexplicavelmente tomavam a forma de faces
Faces que eu há muito tempo não vejo
Faces que nunca de fato eu vi
Mas que me fazem uma falta imensa
Que a presença pra minha vida é essencial
Só consigo pensar em
Como a solidão esta maltratando meu coração impiedosamente
Um cenário tão lindo tão inspirador
Não poderia me agraciar com a retirada dessa solidão do meu peito?
Nem que fosse ao menos por alguns instantes...

2 comentários:

  1. Na margem do mundo
    além dos meus olhos,
    Belo,
    Sei que o exílio será sempre
    verdejante de esperança,
    O rio,
    Que não podemos atravessar
    corre eternamente.
    (Samuel Menashe)

    Tenha um lindo final de semana cheio de amor e paz no coração
    Abraços: Eduardo Poisl

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Parabens ao autor.

    ResponderExcluir